Sócio Fundador

Delivar de MattosDelivar Tadeu de Mattos (falecido em 05/10/2007)

Ingressou na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná, graduando-se em 1974, mesmo ano em que foi aprovado em primeiro lugar no Concurso Público para o cargo de Promotor Substituto da Carreira do Ministério Público do Estado do Paraná. Na época, foi o promotor de justiça mais jovem do Estado. Exerceu suas funções nas Comarcas de São José dos Pinhais, Bocaiúva do Sul (1976), Cambé (1978/1979), Cruzeiro do Oeste (1979/1980), Maringá (1980/1984) e Curitiba (a partir de 1985).

Casou-se em abril de 1975 com Maria Cristina Jobim Castor de Mattos, com quem teve três filhos: Analice, Rodrigo e Diogo, nascidos em 1976, 1979 e 1986.

Em 1984, foi aprovado em concurso público na área de Direito Público pela Fundação Universidade Estadual de Maringá, onde lecionou Direito Penal de 1983 a 1985. Em Curitiba, foi professor em Direito Penal na Pontifícia Universidade Católica do Paraná entre 1986 e 1991.

Em 1989, foi aprovado em concurso público na categoria de professor de Magistério Superior, nas disciplinas de Direito Penal e Direito Processual Penal, pela Universidade Federal do Paraná. Lecionou na Escola da Magistratura Estadual do Paraná, no período de 1990 a 1992.

Em 1992, foi promovido a Procurador de Justiça do Estado do Paraná no dia 18 de março. Aposentou-se cinco meses depois, concluindo sua carreira no Ministério Público com 44 anos de idade. Em seguida, teve sua inscrição originária de advogado restaurada pela Ordem dos Advogados do Brasil, seção Paraná.

Em 1996, obteve título de Mestre em Direito Público pela Universidade Federal do Paraná, com a defesa do trabalho de dissertação “O consentimento do ofendido no direito penal”, sob orientação do Professor Doutor Luiz Alberto Machado. Participaram da Banca avaliadora o Professor Doutor René Dotti e o Professor Doutor Miguel Reale Júnior.

Em junho daquele mesmo ano fundou o Escritório Delivar de Mattos Advogados Associados, com seus filhos Analice Castor de Mattos e Rodrigo Castor de Mattos, na época, ainda estudantes de Direito. Diogo Castor de Mattos seguiu a carreira pública e hoje é Procurador da República.

Delivar Tadeu de Mattos ficou conhecido no meio jurídico pelo zelo, dedicação e competência com que exerceu suas funções, seja como representante do Ministério Público do Estado do Paraná no interior e na Capital, seja como advogado penalista conceituado em Curitiba.

Durante toda sua trajetória não poupou esforços para atingir seus objetivos, pelos quais travou uma perseguição implacável, desde os tempos dos estudos para ingressar na Universidade Federal do Estado até o desafio de, após encerrada sua carreira pública, almejar conquistas maiores na esfera privada do Direito, o que fez com competência, tendo muito sucesso!